Início » Como ter uma arara-canindé em casa?
Arara Canindé

Como ter uma arara-canindé em casa?

Popularmente conhecida por Arara-canindé, cujo nome científico é Ara ararauna. Eita esse foi um verdadeiro trava-línguas, né?.

Pode ser encontrada também pelo nome de arara-de-barriga-amarela, arari, arara-amarela, arara-azul-e-amarela, araraí e Canindé. Essas são variações de nomes mais tradicionais.

Ela pertence à família Psittacidae. Isso significa que sua linhagem são os papagaios, maritacas, cacatuas entre outros.

Para entender melhor, basta observar a plumagem e principalmente a semelhança do bico que existe entre essas espécies.

Arara Canindé

Esta ave de plumagem chamativa, com cores que vão do azul ao verde, tem uma expectativa de vida formidável.

Isso porque pode viver até 60 anos ou mais quando criada em cativeiro e com as condições favoráveis de saúde, alimentação e ambiente.

Se você quer ter uma arara-canindé em casa, é importante ter conhecimento de que este é um animal exótico, o que significa que requer responsabilidades maiores do que em relação a outros animais de estimação.

Além disso, por ser uma espécie que apresenta uma longa expectativa de vida, é normal que sejam mantidos custos altos para a sua sobrevivência, visto que existem alguns cuidados especiais relacionados a elas.

Sendo assim, antes de decidir que uma arara-canindé é o animal perfeito para você, procure um criadouro legalizado e considere alguns cuidados que falaremos adiante.

Mas antes, vamos entender um pouquinho mais sobre estas lindíssimas aves, beleza?

Acompanhe!

Características da espécie

A arara-canindé é uma espécie da família Psittacidae, e tem origem em regiões exclusivas da América do Sul e Central.

Embora elas sejam encontradas em locais de clima tropical, elas são aves que se apresentam com uma excelente adaptabilidade em locais onde o clima que pode variar entre o temperado e o frio.

Além disso, um grande traço destes animais é a sua longevidade, o que permite atingir uma idade de 50/60 anos.

Em relação à sua alimentação, na natureza ela se alimenta de uma variedade de frutas. Entretanto em cativeiro, são oferecidas rações balanceadas e próprias para araras bem como, frutas, legumes e outras verduras em geral.

É importante destacar que os animais já nascidos em cativeiro, isto é, todos aqueles que não tiveram contato com a natureza durante a vida, são extremamente dóceis.

Sendo assim, podem se adaptar de forma rápida e fácil ao convívio com seres humanos.

Elas também podem chegar a um comprimento de 80 cm (da ponta da cauda à cabeça).

No dorso, estas aves apresentam tons em azul-marinho, enquanto na parte inferior da barriga, um amarelo forte, se estendendo desde a face até o seu ventre. Já na região da garganta, ela possui uma única linha preta.

Quanto aos filhotes, suas cores variam para uma tonalidade de cor café-acinzentada por todo o corpo, com olhos em tons de pardo.

Hábitos e curiosidades da arara-canindé

Hábitos da Arara Canindé

As araras-canindé costumam viver em áreas onde haja a presença de palmeiras como babuçu e buriti, assim como, lugares para se hospedarem na copa das floresta.

Geralmente em locais de galeria, bordas ou que apresentem maior densidade de árvores grandes, especialmente as que atingem um tamanho superior ou igual a 500 metros de altitude.

Um outro fato importante sobre estes pássaros charmosos, é que elas sempre viverão ao lado de seus parceiros ou em grupo de até 3 aves.

Mas, há casos de araras-canindé vivendo em grupos com uma quantidade superior a 30 pássaros.

Na natureza, uma arara-canindé tem o costume de viver em ambientes diferenciados, partindo de regiões de clima tropical (úmido) às regiões de clima mais seco (como savanas e locais semiáridos).

É claro, de um modo geral, elas têm maior pretensão para viver em locais altos e que estejam próximos de nascentes ou riachos.

É importante observar que estes são animais muito barulhentos, assim como as maritacas e papagaios. Mas também podem ficar por longos períodos em repouso, ao lado de seus companheiros ou escalando os galhos das árvores.

Também, são voadoras natas, podendo percorrer longas distâncias à procura de alimentos para elas e seus filhotes. Geralmente elas têm o costume de sair pra caçar nos períodos da manhã e final da tarde.

Reprodução

E por falar em filhotes, depois que os casais são formados, uma vez juntos, a fidelidade será para o resto da vida. Inclusive.

Caso estejam situadas em uma região com escassez de lugares para construção de ninhos, os casais podem até matar outras aves ou mesmo expulsá-las de seus ninhos.

Uma arara-canindé fêmea é capaz de se reproduzir a cada 2 anos. E nesses períodos, entre os meses de janeiro a agosto, é o macho o principal provedor de alimentos.

Sendo também o guardião do lar, uma vez que é ele faz a ronda para proteger a fêmea de possíveis ataques.

Uma ave lutina

Esse é um termo bastante interessante e ele diz a a respeito ausência total da melanina. Recentemente foi descoberto que as araras canindé podem sofrer uma mutação genética chamada lutinismo.

Arara canindé Albina
Foto: Wanieulli Pascoal/VC no TG – Fonte: G1 – Portal da Globo – acesse em: https://glo.bo/3CexOAz

Essas araras tem como uma de suas características a falta da coloração azul e verde. Isso porque, quando acometidas por essa alteração elas nascem e se desenvolvem sem as cores padrões que são peculiares a arara canindé.

Geralmente são encontradas com penas ricas em pigmentação amarelada, apresentando um leve tom de vermelho nos olhos.

Todos os cuidados que você deve saber antes de comprar uma arara-canindé

A arara-canindé é um animal lindíssimo e bastante inteligente, e se você sonha em ter um desses animais em casa, é preciso estar ligado a alguns cuidados.

Te explicaremos tudo o que você deve saber se deseja ter uma arara-canindé como companheira de estimação e, acima de tudo, com o máximo de consciência e responsabilidade.

Vamos lá?

1. Os filhotes de arara-canindé devem comer alimentação específica

Antes de adquirir uma arara-canindé, fique ligado à sua alimentação. Por serem animais exóticos, seus cuidados devem ser diferentes se comparados a gatos ou cachorros e, diante disso, é preciso contar com o apoio de um médico veterinário.

Uma das recomendações mais dadas para os tutores dessas aves, é em relação à alimentação dos filhotes.

Uma arara-canindé filhote deve ingerir um alimento chamado papa para psitacídeos, onde o tutor insere a comida no bico, com o auxílio de uma seringa sem agulha.

Esse é o melhor jeito de replicar à sua alimentação natural e à medida que ela for crescendo, podem ser fornecidos alimentos mais consistentes, como frutas e sementes.

2. Cuidados com a higiene

A higienização do recinto onde a arara-canindé está inserida, deve ser mantida diariamente. Assim, é importante realizar a troca de substrato e uma limpeza geral dos potes de comida e água.

Quanto aos poleiros, limpe sempre que puder, mas é possível dar um intervalo maior entre cada higienização.

Estas aves têm como característica a autolimpeza de seu corpo – assim como os gatos –, onde tudo é feito com o auxílio de seu bico. Por isso, tutores também podem oferecer um pote de água maior para que elas se limpem ou se refresquem nos dias mais quentes.

Mas é importante notar que o pote deve ser grande, isto é, um recipiente onde ela pode se apoiar e permanecer em pé.

3. Interagindo com a arara-canindé no viveiro

Ainda que você não interaja com a arara, tente fazer o mínimo de movimentos bruscos possíveis ou barulhos que possam perturbar a tranquilidade da ave. Desse modo, ela se sentirá cada vez mais segura com a sua presença.

Manter uma postura tranquila, também será ideal para realizar a limpeza e a manutenção do viveiro.

As araras-canindé deixam muitos alimentos caírem enquanto estão se alimentando, o que resulta em apodrecimento e constante mau-cheiro.

Portanto, para que insetos não sejam atraídos para o viveiro, assim como outros animais indesejados, realize uma inspeção rigorosa.

4. Cuidado ao manter itens perigosos próximos à sua arara-canindé

É de natureza que as araras sejam animais ativos e extremamente curiosos, neste sentido, é normal que elas se aproveitem de brechas para poder experimentar determinadas substâncias ou engolir objetos que estejam no mesmo ambiente que elas.

Por este motivo, é imprescindível que mantenha os itens perigosos de sua casa longe dessas aves – podem ser fios elétricos, produtos químicos e peças de brinquedos que podem ser engolidas. Caso contrário, você poderá ter grandes problemas.

Ao notar que a ave engoliu qualquer tipo de item nocivo à sua saúde, leve-a imediatamente ao veterinário.

5. Araras-canindé precisam de atenção e companhia

Assim como as cacatuas – outra espécie de ave exótica que já citamos aqui no blog, no artigo Cacatua: quanto custa, características e como adquirir –, as araras-canindé também são uma outra espécie que necessita da atenção de seus tutores.

Como já explicamos no começo, estamos falando de seres sociais, que podem viver ao lado de até 30 indivíduos de um mesmo grupo. Por isso, quando deixadas de lado, não é raro que elas cheguem até a adoecer.

Sendo assim, se você não tem condições de interagir, dar atenção e brincar quando for necessário, então este pode não ser o caso de tê-la como animal de estimação para você. Afinal, pode ser torturante pra ela.

6. Alimentação

Alimetação da Arara Canindé

Se tratando de animais exóticos, é importante oferecer uma alimentação restrita com apenas alimentos próprios para sua dieta.

No geral, dê preferência para as rações específicas, mas também será necessário equilibrar com os seguintes alimentos:

  • Legumes: tais como milho-verde, brócolis, cenoura e beterraba;
  • Frutas: tais como maçã, mamão, banana e laranja;
  • Verduras: tais como couve, catalônia, folhas escuras e almeirão.

Pra complementar o cardápio, uma boa ideia é oferecer castanhas como petisco (em intervalos de 4 a 5 dias).

Preços e onde comprar uma arara-canindé?

Se após tudo isso você ainda estiver decidido a comprar uma arara-canindé, é preciso ficar atento a alguns fatores.

Por ser um animal exótico, só é possível adquiri-la através de um criadouro certificado por IBAMA e apto para comercializar este tipo de animal.

Normalmente, é possível encontrar dados sobre estas empresas através de fóruns e associações online, ou mesmo através de contato direto com veterinários especializados na área.

Caso você não encontre nada sobre a venda desta ave em sua região, existe uma segunda alternativa: entrar em contato direto com o IBAMA. Sendo assim, eles podem indicar os locais próximos que realizam a venda destas araras.

Não adquira sua arara-canindé por meio de redes sociais ou que não apresentem as devidas certificações, assim como um criador que não esteja regularizado para esta venda.

Isso é crime e você estará contribuindo para o contrabando de animais exóticos.

Ao adquirir a arara-canindé, você receberá uma anilha, uma espécie de chip de identificação da ave com dados sobre o comprador. Em seguida, será emitida uma nota fiscal em seu nome, acompanhada do seu CPF.

Ainda, vale mencionar que uma arara-canindé no Brasil, custa em torno de R$ 3.000 a R$ 5.000.

Conclusão

A arara-canindé apresenta uma beleza única e encantadora, porém é importante que você só a adquira quando estiver seguro de todas as questões acima.

Com tudo isso em mente, você estará a um passo de ter uma amiga para sua vida toda. Não só você, mas também todos os seus familiares.

E aí, restou alguma dúvida? Não hesite em enviar suas questões nos comentários. Podemos te ajudar!

Ah, e se você quer conhecer mais sobre animais exóticos, confira nosso artigo completo animais exóticos de estimação. Temos também outros opções neste mesmo seguimento que talvez você goste.

Então não deixem de ler sobre Cacatua: preço, características e como adquirir? e Gatos exóticos: conheça 10 raças inacreditáveis .

Grande abraço e até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima