Como ensinar Cachorro a Deitar

Como ensinar o cachorro a deitar

Ensinar o cachorro a deitar é muito mais que ensinar um truque. É uma forma saudável e íntima de se relacionarem. E a troca vale qualquer esforço.

Além disso, ensinar o cachorro a deitar funciona como uma brincadeira. O cão adora deixar o dono feliz. É prazeroso para ele, também.

No mais, pode ser um ensinamento muito útil para a vida. Quando se tem visitas ou quando o cão está nervoso, isso pode deixa-lo mais calmo.

Esses pequenos atos definem limites que melhoram a relação dos dois. O cão cumpre seu papel, enquanto você o recompensa por sua delicadeza.

Hoje, ensinarei, passo a passo, como você pode ensinar o cachorro a deitar. Pode apostar: é simples, divertido e fará a alegria de vocês dois.

Vamos, juntos, aprender a ensinar?

Ensinar Cachorro a Deitar

O que saber antes de ensinar o cachorro a deitar

Estas considerações servirão tanto para ensinar o cachorro a deitar como a dar a pata. Por isso é importante atenção extrema neste tópico.

Tudo que for dito, aqui, é determinante para o sucesso do aprendizado. Se não for cumprido, a experiência será frustrante para você e para o cão. Isso resultará numa ruptura.

Ao ensinar o cachorro a deitar ou a fazer qualquer coisa, há uma palavra de ordem: gentileza. Ela dá o tom das sessões de treino e adestramento.

Com gentileza, quero dizer que o cão não deve nunca ser forçado a nada. Não adianta bater, gritar, puxar ou empurrar. Isso o incomoda e perturba.

Não preciso nem dizer que bater e gritar são atos de tortura. Eles levam o animal a perder a confiança em você.

Se você tentar ensinar o cachorro a deitar com violência, sinto muito: ele irá, no mínimo, te morder. E com razão! Tenho certeza que você não deseja isso. Então, respeite-o.

O princípio que funciona, ao ensinar o cachorro a deitar, é a premiação. Se ele executa o comando pedido por você, recebe uma recompensa.

A mente do cão funciona justamente assim: suas lembranças ou são ruins ou são boas. As ruins pedem defesa; as boas, remetem a alegria e prazer.

Nem é difícil supor os resultados de um lembrança prazerosa, não é mesmo? Então, este será nosso método.

Agora, sigamos para o passo a passo de fato.

O que fazer para ensinar o cachorro

Partamos para a prática:

A primeira coisa que se deve fazer para ensinar o cachorro a deitar é pegar um petisco. Pode ser um pedaço de carne sem tempero, um bifinho ou biscoito canino.

Contudo evite a todo custo comidas humanas. Embutidos, como presunto e mortadela, são veneno para eles. Preze pela saúde dos pets e escolha um petisco adequado para eles.

Isso pronto, com o cachorro atento, posicione o petisco sobre a cabeça dele. A ação, automaticamente, fará com que ele levante a cabeça e se sente.

Todavia não o premie. Não ainda. O que queremos é ensinar o cachorro a deitar. Por isso, sigamos em nossa empresa.

Ainda mantendo a atenção do cão, que agora está sentado, conjugue o comando vocal “Deita!” com a seguinte ação:

Desça o petisco até o chão à frente dele. Enquanto ele estiver se movendo para alcança-lo, traga-o em sua direção. Siga repetindo o comando verbal, tudo bem?

Se o cachorro não estiver faminto, ele não dará bote ou se precipitará. Pelo contrário: ele irá, sem sair do lugar, acomodar-se no chão.

No exato instante em que estiver deitado, em posição de esfinge, dê a ele o petisco. Com afagos e palavras doces, diga como é um bom garoto. Faça-o abanar bastante o rabinho.

Aproveitando a oportunidade para ensinar o cachorro a sentar

Você está com a faca e o queijo na mão. Apenas não tente ensinar os dois comandos ao mesmo tempo, tudo bem?

Porém, antes ou depois de ensinar o cachorro a deitar, faça o processo pela metade:

Ao apresentar o petisco sobre a cabeça do cão, dê o comando “Sentado!”. Seguindo a mesma lógica, o cachorro entenderá que apoiar-se sobre os quadris resulta em guloseimas.

Só tenha cuidado em escolher palavras com sonoridade diversa. “Deita!” e “Senta!” são muito próximos. Isso pode gerar confusão, tudo bem?

Ensinar Cachorro a Deitar

Lidando com dificuldades

Quanto à atenção, pode apostar: mesmo que tenha acabado de comer a refeição, ele irá querer o petisco. Portanto, isso nunca será um problema.

Porém, se o cachorro estiver com fome, pode ser mais difícil. Ele, provavelmente, estará com todos os sentidos focados em comer. Isso descontrola sua mente, deixando-o afoito.

Outro ponto diz respeito ao tom do comando vocal. Deve ser firme, mas não sério. Não pode parecer bronca. Tampouco deve soar muito carinhoso, com voz de bebê.

Mais do que a palavra em si, o cachorro focará na sonoridade. Ao ensinar o cachorro a deitar, manter o comando sempre igual ajuda bastante.

Ainda, é preciso ter em mente a idade do cão. Se muito jovem, estará tão envolvido em conhecer o mundo que nem saberá o que fazer.

Aproveite um momento mais desenvolvido, a partir dos 3 meses de vida. Ele se sairá melhor, e você morrerá de orgulho dele.

Ah! Claro! Não se preocupe se falhar alguma vez. Caso tenha o petisco “roubado” de sua mão, haja com seriedade. Não ria, gargalhe ou faça carinho. Ele terá a impressão errada.

Afaste-se dele, como se chateado, e apenas tente outra vez mais tarde. Queremos ensinar o cachorro a deitar, não a roubar o que temos na mão. Combinado?

Agora, comece os treinos. Seja gentil e carinhoso. Concentre-se em fazer os sucessos serem festa. E não se irrite se não der certo de primeira.

Com o tempo e muita paciência, o cachorro aprenderá num piscar de olhos. E a receita servirá para vários outros truques.

Finalizando, foi um prazer ter você conosco, pet lover. Volte sempre! Temos um trato?

Tchau tchau!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *