Como fazer o cachorro parar de morder

Como fazer um cachorro parar de morder

Fazer o cachorro parar de morder é um sonho para muitos criadores iniciantes. Isso porque o hábito começa cedo. E, se não corrigido, durará por toda a vida do animal.

Quando bebê, o incômodo é sempre muito grande. Mas nada se compara ao terror de ter um adulto forte a agarrar calcanhares por aí.

Para ajudar você, ensinarei tudo sobre como fazer um cachorro parar de morder. Abordaremos as causas e processos de resultado para o fim desse martírio.

Leia até o final e surpreenda-se!

O que leva o cachorro a morder

A mordida de um cão serve como defesa ou interação com o mundo. Isso porque seu maxilar é sua porta de entrada e maior ferramenta corporal.

Poucos são os cães que possuem liberdade de uso das patas dianteiras. A maioria pega e toca tudo com a boca.

Além disso, temos que recordar que cães bebês sofrem com as trocas de dentição. A gengiva coça e dói. Morder, aí, acaba sendo um alivia imenso do desconforto.

O caso do cão que morde como defesa é bem simples de resolver: pare de incomodá-lo ou feri-lo. Isso fará o cachorro parar de morder, e tudo voltará ao normal.

Porém a conversa torna-se mais complicada com as mordidas por brincadeira. Fazer o cachorro parar de morder brincando requer esforço e disciplina mútua.

A desmamada precoce ajuda a criar o mau hábito

Um aspecto importante, para o cachorro parar de morder, é respeitar seu ciclo natural de vida.

Infelizmente, o comércio de pets viola frequentemente essa ordem, contribuindo para traumas e vícios. Um deles é a mordida.

Normalmente, o cãozinho passa, pelo menos, dois meses na companhia da mãe. Numa ninhada com vários, eles convivem todo esse tempo entre si. Tudo sob os olhos dela.

Esse período é importantíssimo para ele. Muito além da amamentação natural e seus anticorpos. É, nele, que o filhote recebe a primeira socialização.

Nas brincadeiras com os irmãos, eles se mordem. Porém, quando passam dos limites, a mãe os pune. Eles, naturalmente, recebem o condicionamento de certos limites.

Entretanto, com o desmame precoce para lucro rápido, o animal perde esse momento. Perde, também, a oportunidade de aprender a conviver bem em uma comunidade.

Nestes casos, caberá ao dono fazer o papel proibido à mãe. E temos que ter tanto ou mais carinho do que ela teria. Sem paciência e carinho, os resultados nunca chegam.

Apresentar alternativas ajuda o cachorro parar de morder

Não queremos jamais que o cachorro deixe de morder qualquer coisa. Nosso objetivo é que ele apenas não nos morda ou aquilo que não pode ser mordido.

Isso deve ser o pontapé inicial de seus esforços. Não se bloqueia comportamentos naturais. Apenas se direciona para fins adequados.

Desse modo, apresentar objetos próprios é essencial para o cachorro parar de morder. Há uma infinidade de mordedores e brinquedos com esse fim, no mercado.

Os mordedores servirão para aliviar as dores, devolvendo a paz ao bichinho. Eles, ainda, treinarão o maxilar do cão enquanto ocupam sua mente.

Afinal, o tédio também contribui para as travessuras. Tampouco queremos que, pelas nossas costas, eles destruam calçados e móveis. Mente vazia é oficina da estripulia.

Não sendo caros, você pode comprar vários deles. E isso é importante. Pois, com o tempo, o brinquedo perde a graça. Aí, o cachorro buscará alternativas mais “interessantes”.

O revezamento de brinquedos resolve esse problema. Não deixe o cachorro com o mesmo brinquedo por vários dias. Uma semana costuma ser ideal.

Após esse período, esconda o atual e ofereça um novo. Mantenha a rotinha para que sempre seja interessante e divertido.

Se o cachorro fica sozinho muito tempo, misturar brincadeira e comida é excelente. Isso se faz reutilizando garrafas ou adquirindo brinquedos especiais, nos que se coloca comida.

A mão na massa: fazendo o cachorro parar de morder

Cachorro parar de morder as coisas

Pronto: você já ofereceu uma alternativa adequada para ele. Agora, é hora de interromper o mau hábito, definindo limites.

O princípio que utilizaremos é o mesmo usado para adestrar um gato ou ensinar a fazer cocô e xixi no lugar certo: estímulo e recompensa.

A repreensão e castigo também entram, como suporte negativo. Mas é mais prazeroso premiar que punir. Não é mesmo?

Estes procedimentos devem ser realizados apenas para o cachorro parar de morder. Nunca estimule-o, oferecendo a mão ou algo do tipo.

Permaneça como está para o cachorro parar de morder

Ao levar uma mordida surpresa na mão, não a retire. O mesmo vale para os pés. Vai doer, claro. E a reação é, basicamente, instantânea.

Todavia fazer isso gera um interesse indevido, no cão. Ele achará tratar-se de uma brincadeira de pegar.

Quando isso acontecer, diga “não”, com firmeza. Ou solte um sonoro “ai!”, que mostrará o desconforto para o animal.

O poder da palavra

Para o cachorro parar de morder, precisa entender que não é legal. E isso se consegue com o comando de voz.

O “não” deve ser firme, acompanhado de sonoridade adequada. Porém não grite. O grito pode, até, funcionar. Mas será um tanto traumático para o animal.

Esse trauma pode leva-lo a rejeitar os brinquedos. O resultado disso? Ele morderá os móveis pelas suas costas. Muito prejuízo, não?

Ah! E isso vale para todo tipo de comportamento traumático. Bater também leva o cão ao trauma. Os resultados serão os mesmos. Ele, ainda, começará a morder para se defender.

O cachorro parar de morder é um ato de respeito para você. Respeite-o, também, e os resultados chegarão muito em breve.

Interrompa brincadeiras para o cachorro parar de morder

Quando estiver brincando ou fazendo carinho, esteja atento às mordidas. Se o “não” não funcionar, acabe com a brincadeira imediatamente.

O cãozinho perceberá que não foi bom para você. E que a brincadeira acabou justamente por isso. Isso será determinante para o cachorro parar de morder nas brincadeiras.

Deixando o cãozinho “de castigo”

Afastar-se fisicamente é determinante para o cachorro parar de morder. Isso gerará desconforto necessário nos casos mais extremos.

Contudo faça-o imediatamente depois de repreender sem sucesso. Ele deve poder ligar uma coisa com a outra.

Caso contrário, ele se sentirá rejeitado e reprimido.

Desconforto físico para o cachorro parar de morder

Provocar o desconforto físico no animal deve ser feito com atenção. Ele não pode se machucar de verdade. Só perceber que causar dor em você resulta em desconforto para ele.

Há duas técnicas suficientemente boas, que não ferem o animal. A primeira, e mais proveitosa, diz respeito à contenção da língua.

Para fazer o cachorro parar de morder por contenção da língua, é bem simples: basta prender o órgão no maxilar usando o polegar. É importante que o “não” também esteja presente, aqui.

Não faça força nem pressão demais. Não queremos dor, mas desconforto. Mesmo sem força, o simples fato de não mover a língua já é suficientemente chato, para ele.

Como segunda técnica, há a pinça no quadril. Ela é feita com o polegar e indicador da mão livre. Faz-se, então, leve pressão na base do quadril. Repete-se, também, o “não”.

Mas lembre-se: o desconforto físico só pode ser utilizado em casos extremos. Dor gera revolta. Ele só deve ser incomodado, para preferir desistir do hábito.

Caso o comando de voz sozinho funcione, evite ao máximo estes dois métodos apresentados.

Premiando o progresso para o cachorro parar de morder para sempre

Repreender pode ser necessário. Mas isso, só, não basta. É preciso recompensar os sucessos para o cachorro parar de morder definitivamente.

Assim, logo ao apresentar os brinquedos, faça festa. Petiscos cabem bem, aqui. Deixe-o saber que morder os brinquedos é muito bom. E que isso te deixa feliz.

Cachorro parar de morder

Com o tempo, ele assimilará os brinquedos a diversão e, claro, mordidas livres. O cachorro parar de morder você torna-se um processo prazeroso para todos.

No entanto, se a repreensão for inevitável, a recompensa também entra. Afinal, o sucesso da repreensão resulta no fim das mordidas.

Portanto, assim que o cachorro parar de morder, dê a ele um petisco. Diga palavras suaves e alegres que mostrem que está sendo um bom menino ou menina.

Apenas evite grandes contatos físicos imediatamente. Suas mãos no corpo dele são convites para novas mordidas.

Agora, boa sorte. Com essas dicas, você conseguirá fazer seu cachorro parar de morder num piscar de olhos.

Se conhece alguém que está enfrentando esse problema, compartilhe a matéria. Tenho certeza que ela ajudará essa pessoa a superar o caso.

Contamos com seus relatos e experiências, nos comentários. Será um prazer aprender ainda mais com vocês.

Até logo, pet lovers! Voltem sempre, pois adoramos ter você aqui, com a gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *