Ensinar cachorro a fazer coco no lugar certo

Como ensinar o cachorro a fazer cocô e xixi no lugar certo

Se você está adotando um cãozinho pela primeira vez, ensiná-lo a fazer cocô e xixi no lugar certo deve ser uma de suas prioridades.

Afinal, quando decidimos cuidar de um bichinho, nem tudo são rosas. Especialmente quando são muito pequenos.

Assim, se você ainda não levou o pet para casa, senta aqui, que a conversa é boa. Porém, se já está arrancando os cabelos com a sujeira, não se preocupe: também vamos te ajudar.

Hoje, vamos entregar a chave do tesouro: mostraremos, definitivamente, como ensinar seu cãozinho a fazer cocô e xixi no lugar certo. E tudo com diversão e alegria.

Você me acompanha? Garanto que não vai se arrepender.

Cocô e xixi no lugar certo é, sim, um ato de amor

Ao nos tornarmos cuidadores de uma vida animal, ficamos responsáveis por muitas coisas. Entre elas, as principais são: fornecer amor, carinho, segurança e confiança.

No quesito segurança, a manutenção da saúde do pet é importantíssima. Eles não falam, não sabem, muitas vezes, manifestar seus desconfortos.

E, aposte: viver num ambiente sujo é, também para eles, muito desagradável. Além de resultar em doenças e fácil proliferação de parasitas para ele e para você.

Quando o cachorro ainda não sabe onde fazer o cocô e xixi em segurança, acaba por seguir seus instintos naturais. Ele busca, então, cantos secos e peludos, como almofadas e tapetes.

E não preciso nem explicar: é impossível limpar completamente uma dessas superfícies, após o acidente. Os feromônios e componentes das fezes e urina permanecerão para sempre, ali.

Justamente por isso falo ser um ato de amor. Pois ensinar o cachorro a fazer cocô e xixi no lugar certo permitirá uma vida mais saudável. Sem falar na relação, que só tem a ganhar.

O grande erro de punir pelos acidentes

Cães são inocentes. Mesmo quando levadinhos, eles não fazem nada por maldade. Nunca se esqueça disso.

Assim, é preciso, antes de tudo, identificar a causa do comportamento inadequado.

Se falamos de um bebê, não tem jeito: você é totalmente responsável por qualquer eventualidade. Eles não têm controle sobre nada. Estão aprendendo a viver.

Contudo se falamos de um bichinho mais crescido, muita atenção: o comportamento pode estar ligado a insegurança ou, mesmo, carência. O cocô e xixi fora de lugar são apenas sintomas.

Sendo assim, resolva a causa do problema, e terá uma convivência mais plena. Punição, jamais. Ela violará a confiança e agravará esses e outros comportamentos indesejados.

Quando ouvir que esfregar o focinho do pet nos excrementos “resolve”, revolte-se. Isso não é nada senão tortura, com todas as letras. Trate qualquer eventualidade com respeito e amor.

Cocô e xixi no lugar certo: primeiras considerações

Cães são animais simples e descomplicados. Quando saudáveis, seu comportamento é previsível. E isso é ótimo! Assim, você sairá daqui com todas as ferramentas para o sucesso.

O primeiro passo é escolher o lugar ideal para o cocô e xixi. Tenha em mente os seguintes pontos:

  • Se tiver grama, melhor: caso possua um terreiro gramado, no quintal, você já saiu ganhando. A secagem das fezes e absorção da urina contarão com fatores naturais. Você precisará fazer bem pouco ou nada:
    • Mantenha a grama baixa: escorpiões e carrapatos adoram arbustos e mato alto. Queira essas ameaças bem longe de seu amigão;
    • Se o processo de decomposição ocorrer tranquilamente, deixe a natureza agir. Apenas tome cuidado com infestações de moscas;
    • Tendo problemas com o tempo de decomposição, enterrar ou coletar os dejetos sólidos é fácil e muito viável;
  • Não tem grama? Sem problemas: se seu quintal é de piso ou cimento, defina uma rotina de coleta dos detritos e lavagem do piso:
    • Tenha, portanto, fácil acesso a água. Prefira, também, um local com ralo próximo;
    • Evite utilizar produtos químicos e/ou tóxicos. Mesmo os desinfetantes veterinários podem provocar alergias e, até, intoxicação;
    • Muito cuidado com o sabão em pó: desenvolvido para limpar profundamente roupas, ele fere a pele que toca. Cães lambem as patas com frequência, OK?
    • Não espere muito para limpar: cocô e xixi atraem decompositores, como moscas e baratas;
  • E quem não tem quintal, tudo bem: você pode utilizar uma área de serviço ou sacada de apartamento sem grandes prejuízos. Se não houver outro jeito, até o box do banheiro servirá. Basta limpar tudo com urgência e cuidado.

Um detalhe importantíssimo na definição do local ideal

Apenas cuide para que o local de xixi e cocô fique bem longe do local de comida e água. Além de insalubre, tê-los próximos torna a alimentação e hidratação do cão um martírio.

Ótimo! Você, agora, já sabe tudo que precisa para escolher o local. Boa sorte com essa tarefa. Passemos, então, para outros pontos importantes.

Ensinando, de fato, a fazer cocô e xixi no lugar certo

A partir daqui, ensinarei o trabalho prático a ser realizado. Embora consuma tempo e demande muita atenção, os resultados são rápidos e definitivos.

Quanto mais disponível você estiver, melhor. Pois o cachorro assimilará mais rápido, adotando, para si, o comportamento.

Ensinando os bebês a fazer cocô e xixi no lugar certo

Cães bebês são os que dão mais trabalho, na hora de fazer cocô e xixi no lugar certo. Mas é totalmente possível acostumá-los, desde cedo, a se aliviarem adequadamente.

A primeira tarefa é condicioná-los com o xixi. Sendo mais frequente — e problemático, pelo odor permanente —, dê atenção principal a ele.

Você precisará manter bastante atenção aos ciclos de sono do bebê pet. Sempre que ele acordar de um cochilo mais longo, tenha certeza: ele irá urinar.

Neste período, não o deixe sozinho por longos espaços de tempo. Solidão provoca ansiedade e agressividade. Além disso, ela tornará o processo mais longo e menos efetivo.

Percebendo o fim do cochilo, você levará o bebê pet ao local que definiu. Nele, com muito carinho, motive o animal com uma expressão de sua escolha.

Mas lembre-se: cães nos ouvem, porém não falam nossa língua. O termo deve ser o mesmo sempre, sem variações. “Faz xixi” ou apenas “xixi” são perfeitos, e valerão para toda a vida.

Assim que o bichinho se aliviar, caia na festa! Sim: festa! Bata palmas, faça carinho, pegue-o no colo. Até petiscos ou outras recompensas hão de servir.

O que acontecerá é um vínculo, na mente do pet, entre o xixi naquele lugar e a felicidade de vocês dois. Trata-se do método de condicionamento por recompensa, inspirado em Pavlov.

Repetindo o processo por um período de três a sete dias, você verá o sucesso num piscar de olhos. Se demorar um pouco mais, tudo bem. Apenas mantenha a rotina sem furos.

O cheiro do xixi impregnado em tapetes

Uma coisa não deixa dúvidas: durante o aprendizado, tapetes e capachos serão vítimas de uns xixizinhos não quistos. E tudo bem. Não há muito o que se fazer.

Vende-se, por aí, produtos que prometem remover o cheiro ou impedir o ato. Contudo, por experiência, isso não funciona bem assim.

O ideal, quando se pretende cocô e xixi no lugar certo, é retirar todos os tapetes. Quando o pet já estiver craque em fazer cocô e xixi no lugar certo, você os coloca de volta.

Porém lembre-se: os que foram — ou forem — afetados, jogue fora. O cheiro impregnado motivará o cão a repetir o ato.

Considerações sobre o cocô

Nos bebês pet, o cocô pode ser um tanto mais complicado. Vacinas e fragilidades imunológicas são mais frequentes, podendo acarretar em diarreias.

Sendo cocôs inesperados até para o bichinho, não se espante com a sujeira. Apenas saiba que, assim que aprender a fazer o xixi no lugar certo, o cocô acontecerá naturalmente.

Porém, se você deseja evitar incidentes sólidos, também é possível. Basta acompanhar os ciclos de alimentação do bebê pet.

Neste então, não permita que o acesso à comida seja constante. Defina os horários, nos quais ele comerá, e fique atento aos minutos seguintes.

De cinco a quinze minutos após alimentar-se, o bichinho fará seu cocô. Leve-o, então, ao local escolhido e siga os mesmos passos do xixi: estímulo (“faz cocô”, por exemplo) e recompensa, com muita festa.

Cães adultos e o cocô e xixi no lugar certo

Nos cães adultos, ensinar a fazer cocô e xixi no lugar certo demanda menos esforço. Afinal, eles já conseguem controlar a excreção, urinando menos vezes por dia.

Aqui, o que é preciso ter em mente é que eles já sabem mais o que querem. De repente, o local que você escolher não seja o melhor para eles. Mas tudo se combina.

O processo será basicamente o mesmo. Apenas a frequência de intervenções será menor, e os resultados mais rápidos.

Observe que cães machos não “precisam” levantar a perna para urinar. Se o fazem, querem marcar território. Isso indica que não houve entendimento de hierarquia ainda.

Servindo-se de ajuda para ensinar a fazer o cocô e xixi no lugar certo

Embora o processo seja rápido e simples, você pode querer ou precisar de alguma ajuda. E ela existe em várias formas.

A primeira, e mais popular, é o forro de jornal. Especialmente em pisos lisos, o cachorro pode ficar desconfortável para urinar. O jornal dará a textura perfeita. Simples e barato.

Há, também, a alternativa de tapetes higiênicos. O Super Secão, da Petix, possui bom preço e tamanho superior aos concorrentes.

Além disso, os tapetes higiênicos costumam vir com produtos que “convidam” o cão. Esse estímulo, unido à textura confortável, tornam muito mais fácil o cocô e xixi no lugar certo.

Todavia lembre-se: tratam-se de produtos muito poluentes, que agridem seriamente o meio ambiente. Use-os e descarte com responsabilidade.

Por fim, ainda há sanitários caninos como o Weasy. Mesmo um tanto caro, ele automatiza a limpeza da urina, evitando acúmulos.

Incidentes depois do aprendizado do cocô e xixi no lugar certo

Cocô e Xixi no Lugar certo

Para finalizarmos, é importante que se saiba: mesmo tendo aprendido a fazer o cocô e xixi no lugar no certo, o cão pode errar.

Eventos de insegurança ou carência podem levar o cão a estragar coisas. Trata-se de uma maneira desesperada de expressão.

Ainda, condições de saúde podem obriga-lo a aliviar-se sem se conter. Diarreias e perda do controle devem ser tratadas com o veterinário.

E, sob nenhuma circunstância, repreenda o bichinho, após o erro. Ignore completamente, e trate de limpar tudo o mais rápido possível.

Se você der muita importância, ele saberá que consegue sua atenção. Isso poderá não só colocar o cocô e xixi no lugar em certo em jogo. Mas, sim, afetar a relação de vocês.

Agora, você já possui todos os conhecimentos necessários. Ensinar o cachorro a fazer cocô e xixi no lugar certo será simples e prazeroso.

Ah! E, se ficou alguma dúvida, basta falar com a gente pelos comentários. E lembre-se: eventualidades podem e devem ser tratadas com um veterinário.

Esteja sempre conosco, pet lover. E, se achou a matéria interessante, compartilhe com seus contatos, nas redes sociais.

Até mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *