Cuidar de Gato Filhote

Como cuidar de um gato filhote

Cuidar de um gato filhote é uma experiência fofa e de muitos ensinamentos. E tudo se torna mais magnífico quando o resgatamos dos perigos do mundo.

Afinal, adotar é sempre melhor que comprar. Pois sabemos que estamos salvando uma vida indefesa. Não há sensação melhor no mundo!

Hoje, aprenderemos os segredos e truques de como cuidar de um gatinho filhote. Felpudos e brincalhões, eles alegrarão sua vida. E serão seus parceiros para sempre.

Vamos lá?

Antes de qualquer coisa, visite o veterinário

Como cuidar de Gato Filhote

primeiro passo, ao cuidar de um gato filhote, é preservar a saúde dos pets. Especialmente quando forem resgatados.

Afinal, provavelmente não teremos um histórico claro e preciso. Mesmo sua idade pode ser difícil de determinar.

Levando-o ao veterinário, tudo pode ser esclarecido. Exames podem ser realizados. Podemos saber o sexo com mais precisão. Além disso, ele pode ser mais velho do que aparenta.

Conhecendo sua idade aproximada e o estado de saúde, todos os passos seguintes ficarão mais simples. Pode apostar!

Castrar ou não castrar: eis a questão

Nesta visita, converse, também, sobre os motivos para castrar um gato. É uma atitude importante, que demanda muita responsabilidade.

Castrando, você pode evitar que novos gatinhos sejam abandonados. Pense com atenção e carinho nesta questão.

Cuidar de um gato filhote repousa na alimentação

A alimentação dos pets define a qualidade de sua vida. E esse cuidado deve começar desde cedo.

Ao recebe-lo em sua casa, providencie o que ele haverá de comer. Mas cuidado com os costumes antigos: leite de vaca pode desencadear diarreias severas. Evite-os.

Se o gatinho filhote ainda está em fase de amamentação, o veterinário irá te avisar. Neste caso, adquira leites artificiais específicos para eles.

Quando o animal já está em fase de sólidos, escolha a ração ideal. Rações para filhote são mais nutritivas, e os grãos costumam ser menores. Isso facilita a mastigação.

Nesta fase, prefira sempre rações Premium e especiais. O custo-benefício mostra-se magnífico!

Providencie a caixa de areia o mais rápido possível

Ao cuidar de um gato filhote, não demore em providenciar a caixa de areia. Ele precisará dela com frequência, nesta etapa da vida.

Fazendo isso, você evita incidentes fedidinhos em seus móveis e tapetes. Além disso, evita que o gatinho filhote destrua vasos de planta e afins.

A parte mais importante desta tarefa fica com a escolha da areia de gato. Preparamos uma matéria completa. Basta clicar no link e decidir pela sua.

Como cuidar de Gato Filhote

Quando chegar a hora, corra para vaciná-lo

As vacinas para gato são determinantes para o pet viver mais. Elas garantirão que doenças tristes e letais entrem em contato com seu organismo.

A primeira administração ocorre após os 45 dias de vida. De modo ideal, no fim do segundo mês. As doses devem ser repetidas de 3 a 4 vezes, com intervalo de 21 a 30 dias.

Consulte sempre o veterinário. Ele irá definir a vacina polivalente ideal. E nunca, nunca deixe de reforçar as doses anualmente.

A raiva canina é terrível e assassina, e pode afetar seu gatinho. Não há prevenção melhor que a vacinação.

Cuidar de um gato filhote em nossa casa

É muito importante proteger o bichinho do mundo exterior. Esse é um dos aspectos mais caros, ao cuidar de um gatinho filhote.

Lá fora, eles podem ser atacados, sequestrados, atropelados. Se pequeninos demais, podem, até, ser vítimas de aves de rapina e outros predadores.

Por isso proteja-o dentro de casa. E sequer o leve para qualquer lugar antes das primeiras doses de vacina. Isso pode ser perigoso.

E, mesmo quando crescer, evite que escape. Um gato que vive em casa vive bastante. Por outro lado, gatos que sempre saem têm estimativa de vida muito reduzida.

Não o deixe sair, mas poupe-o do tédio

Agora, é hora de cuidar do gato filhote como um bichinho curioso. Essa é uma das principais características desses animais. E deve ser estimulada.

Transforme sua casa ou apartamento em um lugar divertido. Casas de cuco, arranhadores e brinquedos deixam sua cabecinha ocupada.

Além disso, evitam que os gatinhos subam nas coisas ou estraguem seus móveis. Eles terão um ambiente seguro e alegre para passarem seus dias.

Carinho é terapia, ao cuidar de gatos filhotes

É preciso lembrar que deixar a mãe é muito traumático. Além disso, não sabemos a que foram expostos ou o que sofreram, antes de chegar em nossas casas.

Dessa forma, o carinho pode ser terapia. Afinal, gatos ronronam quando recebem carinho. E isso os faz se sentirem melhor.

Encha seu amigo de carinho. Cuidar de um gatinho filhote é muito mais que dar-lhe um teto. É fazer desse teto um lar. E lar se resume a amor.

Tratá-lo com carinho irá mostrar que não precisa temer nada. Que está seguro, e pode relaxar. Aos poucos, ele perceberá que pode contar com você. E, com certeza, vai amar você por isso.

Agora que você já sabe de tudo, é hora de colocar em prática. Se as matérias de suporte não tiraram suas dúvidas, basta deixar um comentário.

Será um prazer imenso ajudar você nesta tarefa. Cuidar de um gatinho filhote é um presente da vida. Aproveite-o.

Se quiser mais dicas do mundo felino, esteja sempre por aqui. Sua presença é sempre muito bem-vinda.

Por tudo isso, esteja sempre conosco. Vamos juntos tornar o mundo um lugar melhor para os pets.

Até mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *