Adotar não Comprar

Motivos para adotar e não comprar um pet

 Muito se fala sobre a importância de adotar e não comprar um cãozinho ou gato. Porém, na maioria das vezes, as razões são desencontradas ou pautadas em discursos não unânimes.

Ocorre, no entanto, que há uma série de fatos que devem ser levados em consideração. Eles, sim, podem convencer alguém a adotar e não comprar um pet.

Se você decidiu que quer um bichinho em sua vida mas está em dúvida, não se preocupe: hoje, apresentaremos razões para resgatar cães e gatos das ruas, em vez de compra-los.

Vamos juntos?

A indústria dos pets: um olhar atento

Generalizações são sempre perigosas, como disse Dumas. Porém uma coisa é indiscutível: no mercado de pets, os animais são vistos como meros produtos.

Da exposição em vitrines ao confinamento em jaulas minúsculas, cães e gatos não são tratados como deveriam.

Além disso, a cruza de cães não é tão simples quanto parece. Macho e fêmea devem estar saudáveis e dispostos. Caso contrário, nem mesmo o ato sexual se realiza.

Contudo, para nossa tristeza, muitas vezes o processo sofre intervenções monstruosas. Dopação, do macho, e incapacitação da fêmea, por cordas e arreios, são frequentes.

Além disso, muitas “matrizes” sofrem durante toda sua vida. As gravidezes frequentes e a amamentação geram complicações, pústulas e anemia.

Quando incapazes de se reproduzir, muitos animais são executados.

Para os bebês, que serão vendidos, o processo também é traumático. Vários são mantidos em ambientes imundos; ficam confinados em espaços ínfimos; são desmamados cedo demais.

E tudo isso com um único objetivo: o lucro. Esse é um preço justo para se ter um peludinho em casa? Nosso amor aos animais não deve levar tudo isso em consideração?

Outro aspecto negativo dessa visão dos pets como produtos é o abandono. Não só quem vende os considera assim. Quem os compra pode cair na mesma armadilha.

Com isso, a taxa de abandono cresce vertiginosamente. O animal, quando perde a “graça” ou demanda cuidados é jogado, como se fosse uma coisa sem uso.

Ter um pet é um compromisso de amor

Adotar não Comprar um Pet

Inserir um bichinho em nossas vidas é uma tarefa que deve ser planejada. Como seres vivos complexos e sencientes, têm necessidades importantes, que precisam ser atendidas.

Um cão ou gato não deve ser entendido como enfeite ou brinquedo. Eles adoecem, excretam, demandam carinho, atenção e muita dedicação.

A alimentação dos pets deve ser responsável, visando sua saúde e desenvolvimento. Nossas ações e decisões, assim, influenciam em seu estado físico e emocional.

Muitos problemas de comportamento seriam resolvidos se houvesse tal consciência. Mesmo a agressividade é resultado de falhas humanas, na criação.

Por isso é tão importante planejar o que significa adotar um pet. Trata-se de um compromisso. O recebimento de uma pessoinha não humana em nossa família.

Ter essa consciência ajuda a entender por que adotar e não comprar. E os benefícios dessa prática refletem, até, em um grave problema que enfrentamos.

Os índices de abandono de cães e gatos são alarmantes

 Segundo dados da OMS, o Brasil possui em torno de 30 milhões de animais abandonados. A maioria deles — mais de 60% — são cães. É mais de duas vezes a população de São Paulo!

Estes animais estão sujeitos a muito sofrimento. Impropérios do tempo, como calor excessivo e frio extremo; fome, sede, maus tratos; doenças, infecções, atropelamentos.

Além disso, não há políticas públicas sólidas para sua esterilização e identificação. Com isso, os animais continuam procriando sem a ajuda de seres humanos.

Animais domesticados perdem as capacidades que teriam se fossem selvagens. Cabe a nós zelar por eles, os alimentar e cuidar.

Dessa forma, a existência de tantos animais de rua é, também, nossa responsabilidade.

E, sendo assim, por que não adotar e não comprar um bichinho, quando queremos um em nossa vida? Já pensou sobre isso?

Mas a questão não é apenas essa. Adotar e não comprar possui outras tantas vantagens. Vamos conhece-las?

Vantagens de adotar e não comprar um pet

Adotar e não comprar contribui, sim, com a diminuição do número de animais de rua. Com isso, diminui-se o lixo e a proliferação de parasitas, tanto no campo quanto nas cidades.

Isso, por si, já é bem vantajoso para todos nós.

Todavia há, também, outras vantagens um tanto menos altruístas, que devem ser consideradas.

A primeira delas diz respeito à redução de gastos. Um animal de abrigo pode ser adotado já com todas as vacinas aplicadas. Não é um custo grande, mas já corresponde a uma economia.

Ainda, um animal adulto, quando adotado, nos poupa de muito trabalho. Ensinar a fazer cocô e xixi no lugar certo torna-se muito mais fácil. Eles são extremamente inteligentes!

No mais, cães resgatados das ruas possuem uma saúde ímpar. Além disso, sendo RND — vira-latas — muitas doenças não os afetam, enquanto são comuns em cães de raça.

Outro ponto interessante diz respeito ao tamanho. Pode-se imaginar as dimensões que um filhote tomará. Porém não passará de um palpite.

Adotar e não comprar um cão já adulto resolve esse problema. Você já sabe se poderá mantê-lo em sua casa sem transtornos.

Tudo isso sem falar do amor que o pet resgatado terá por você. Afinal, você o resgatou do confinamento ou das ruas. Colocou fim ao seu sofrimento, entregando carinho e um lar.

Imagine o que esse bichinho será capaz de fazer para te ver feliz! Não é magnífico?

Quando não tem jeito: cuidados ao comprar um pet

Em algumas situações, adotar e não comprar torna-se impossível. Quando se deseja um bicho de raça específica, por exemplo, a adoção pode ser difícil. Senão impossível.

Nestes casos, infelizmente, a compra acaba sendo a única solução.

Mas, antes de fazê-lo, pense com atenção: você realmente precisa ter um cão dessa raça? Isso não é, também, tratar o bichinho como enfeite? Reflita com carinho sobre isso, tudo bem?

Falando da compra, você tem a obrigação de ser responsável. Nem todo criador para venda explora de forma desumana suas matrizes. Porém há muita gente que, sim, o faz.

Quando escolher um canil ou tratador, investigue suas instalações. Confira a qualidade de vida das matrizes, o ambiente, o tipo de alimentação.

Jamais adquira um pet de um criador cruel. Se o fizer, você estará contribuindo com o sofrimento de muitos animais inocentes e indefesos.

Tenha seu coração aberto, e considere sempre adotar e não comprar um pet. Tenho certeza absoluta que você não irá se arrepender dessa decisão.

Esperando ter esclarecido pontos importantes sobre adotar e não comprar, deixo a você um convite: visite os canis e ONGs de sua cidade mesmo que não adote um bichinho.

Você poderá fazer doações ou, até, dar um pouquinho do seu tempo para alegria deles.

Agora, compartilhe esta matéria com seus contatos, nas redes sociais. Vamos espalhar a mensagem de que adotar e não comprar é a maior prova de amor que se pode dar.

Esteja sempre conosco, amigo pet lover. Vamos dividir nossas experiências e proporcionar, aos animais, uma vida cheia de carinho.

Até mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *