Início » Como saber se o gato está com febre? Descubra agora
Como saber se o gato está com febre

Como saber se o gato está com febre? Descubra agora

A febre é um sintoma bastante comum e frequentemente associada a infecções das quais sempre devemos dar algum tipo de importância. Mas, quando falamos sobre a saúde dos nossos bichanos, como saber se o gato está com febre?

Muitas pessoas acreditam que é possível descobrir os primeiros sinais quando o nariz está seco e quente.

Porém, ainda que a temperatura do nariz esteja muito relacionada à temperatura corporal do gato, essa não é a melhor forma de diagnosticar se o animal apresenta uma temperatura anormal ou não.

A temperatura corporal de um gato é relativamente mais alta que a dos humanos, algo que varia em torno de 38ºC a 39,5ºC.

Mas é claro, esta é apenas uma média, ela pode variar de raça para raça, assim como inúmeros outros fatores.

Por isso, saber diagnosticar a febre em um gato, assim como as melhores formas de lidar com esta condição, é uma boa maneira de cuidar do seu bichinho.

A seguir, confira as principais dicas para ajudar o seu pet. Não perca!

Por que é tão importante saber se o gato está com febre?

Ao compararmos os cachorros dos gatos, é possível concluir que felinos possuem hábitos extremamente diferenciados.

Afinal, eles se limpam sozinhos, são bem tranquilos e só chamam a atenção quando realmente querem.

No entanto, é justamente por este comportamento mais dócil e silencioso, que o diagnóstico de doenças ou de determinadas condições se torna ainda mais difícil.

Ainda que não pareça, seu animal pode estar doente e precisando de ajuda sem nem você se dar conta, achando apenas que ele está mais cansado ou preguiçoso que o normal.

Normalmente, isso acontece porque os sintomas de uma febre, por exemplo, são bem sutis no começo.

Porém, mesmo que não apareça, estes “pequenos sinais” podem ser indícios de algo mais grave ou mais sério por trás.

Por isso, descobrir os sintomas logo no início, é uma boa maneira de aumentar a eficiência de qualquer tratamento que seja adotado.

Aliás, em todos os casos, observar o animal é extremamente importante.

A seguir, falamos um pouco mais sobre como saber se o gato está com febre, portanto, continue conosco!

Qual a temperatura normal de um gato?

Afinal, como saber se o gato está com febre? A temperatura corporal de um gato é a melhor maneira de identificar um possível estado de febre.

Assim como falamos lá no começo, um gato saudável apresenta uma variação de temperatura entre 38,1°C a 39,2°C.

Ao notar que seu bichano está mais quente do que o normal, é importante verificar a sua temperatura, uma vez que isso pode ser indício de um problema de saúde ainda mais grave.

De qualquer modo, é fundamental levar o seu pet até um profissional que apresentará um melhor diagnóstico.

Afinal, não somente a febre, mas uma infinidade de fatores externos podem contribuir para uma temperatura corporal mais quente.

É possível medir a temperatura de um gato em casa?

Medir a temperatura do seu bichano apenas pelo toque pode não ser a tarefa mais fácil.

As orelhas são os locais mais precisos para os tutores avaliaram a condição de saúde do seu gato.

No entanto, se o mesmo felino estiver com otite, por exemplo, esta simples inflamação pode fazer com que os donos desses pets se enganem sobre o estado do seu bichano.

O método mais eficaz para o diagnóstico precoce de uma determinada doença, assim como de um estado febril, é a consulta com um médico veterinário.

Exames - como saber se o gato está com febre

Somente este profissional possui os equipamentos adequados para realizar a medição.

Mas, caso o tutor queira fazer esta avaliação em casa, a melhor sugestão é utilizar o termômetro digital veterinário auricular.

Onde tudo o que deve ser feito é encostar o equipamento na parte interna da orelha para medir a temperatura.

Porém, também é válido ressaltar que muitos especialistas optam pela medição da temperatura retal.

Essa é uma maneira mais precisa e eficaz do que os demais métodos, além de ser a maneira mais assertiva em como saber se o gato está com febre.

Entretanto, o processo é bem mais delicado e a recomendação é que seja realizado apenas por profissionais capacitados.

Como saber se o gato está com febre? Conheça os principais sintomas

Naturalmente, felinos tendem a esconder qualquer tipo de desconforto ou dor que estejam passando.

Tudo isso, graças aos seus instintos, já que pode ser visto como um sinal de fraqueza, especialmente se o animal compartilhar o mesmo ambiente com outros gatos.

Mas é claro, isso não significa que seja impossível reconhecer os sintomas logo no início. Afinal, a febre em gatos pode vir acompanhada dos seguintes sinais:

  • Perda de apetite: assim como nós, quando o felino demonstra um estado de febre, seu organismo apresenta condições de mal-estar, impedindo que ele tenha disposição para se alimentar de forma adequada;
  • Nariz seco: o fato é que, os gatos passam a maior parte do seu tempo com o nariz úmido. Porém, quando há um quadro de febre, ele costuma secar repentinamente;
  • Indisposição: se o seu felino possui um temperamento mais agitado e enérgico e mesmo assim permanece a maior parte do tempo quieto e sem disposição para realizar suas atividades, este é um bom indício de que algo não está indo bem;
  • Perda de hidratação: uma vez indispostos, o felino passará a maior parte do seu tempo descansado, com isso, é esperado que ele não faça a hidratação diária adequada para o funcionamento do seu corpo;
  • Falta de higiene pessoal: como todos sabem, gatos são higiênicos por natureza. Sendo assim, ao mínimo sinal de descuido com a sua limpeza, este pode ser um grande sinal de que há algo muito mais sério por trás;
  • Orelhas quentes: um dos sinais mais claros de febre em gatos é quando suas orelhas e patas apresentam-se mais quentes e vermelhas do que o normal, portanto, é preciso ficar atento para que o problema não piore e possa prejudicar qualquer tipo de tratamento aplicado.

Quais são as causas de febre em gatos?

como saber se o gato está com febre alta

Como se sabe, a febre é a proteção do corpo em decorrência de um agente infeccioso, sejam elas provenientes de fungos, vírus ou bactérias.

Portanto, se você está se perguntando como saber se o gato está com febre, é fundamental monitorar o comportamento do seu bichano, de modo que se identifique a causa e assim inicie o melhor tratamento possível.

Para te ajudar, listamos as causas mais comuns que costumam desenvolver estados de febre nos gatos. Confira:

  • Cinomose;
  • Pancreatite;
  • FeLV (Leucemia Felina);
  • Vírus da Imunodeficiência Felina (FIV) ou a AIDS em gatos;
  • Calicivirose felina;
  • Panleucopenia felina;
  • Toxoplasmose;
  • Micoplasmose, transmitida pelas pulgas;
  • Gripes ou resfriados comuns;
  • Reação a determinados medicamentos;
  • Vermes;
  • Alergias;
  • Doenças autoimunes, e muitas outras.

No geral, um estado de febre não está relacionado exclusivamente às doenças mais comuns dos bichanos.

Por isso, após todos os exames, se o veterinário não perceber nenhuma doença associada, pode ser sinal de problemas de caráter emocional.

Nesses casos há grandes chances de que o animal esteja passando por períodos de constante estresse, assim como, outras causas ainda pouco conhecidas.

Meu gato está com febre: o que fazer? Posso dar Dipirona?

Mesmo após perceber todos os sintomas que listamos e você ainda estar se perguntando como saber se o gato está com febre.

Bem, o primeiro passo é procurar ajuda de um médico veterinário para a realização de testes clínicos e, em alguns casos, exames laboratoriais.

Além disso, é importante saber que a maioria das doenças associadas a quadros de febre, normalmente podem ser controladas ou mesmo evitadas, mas desde que recebam um tratamento adequado logo no início.

Não apenas, muitos tutores se perguntam se pode se dar Dipirona para tratar a febre nos felinos, bem como, outros medicamentos antitérmicos.

Entretanto, somente um profissional será capaz de prescrever a dosagem certa, assim como os medicamentos mais adequados para o tratamento do animal.

Aplicar uma dosagem errada desses medicamentos, pode levar o bichano à intoxicação, o que contribui para uma piora do seu estado de saúde.

Aliás, é como se você apenas mascarasse o problema, o que pode fazer com que ele volte com mais intensidade no futuro.

Como já mencionamos inúmeras vezes ao longo do texto, as causas para um estado de febre de um gato são inúmeras e, somente ao diagnosticá-las será possível para adotar um tratamento eficaz.

Como saber se o gato está com febre

Enquanto isso, há duas medidas que poderão ser tomadas:

  • Mantenha o animal hidratado: o aumento repentino da temperatura pode ocasionar a desidratação ou fazer com que o gato evite beber uma quantidade ideal de água. No entanto, é importante que ele mantenha uma ingestão adequada de líquidos;
  • Faça compressas úmidas: compressas úmidas são excelentes para o controle da temperatura. Basta umedecer um lenço com água fria e colocá-lo sobre a testa, patas, barriga e virilha do animal, mas não mais que alguns minutos.

Conclusão

Para prevenir o desenvolvimento de quaisquer tipos de doenças, infecções e diversos outros problemas de saúde, é fundamental seguir o calendário de vacinação.

Também é fundamental realizar visitas regulares ao veterinário, além de proporcionar o máximo de cuidados para o seu pet.

Não apenas isso, oferecer uma alimentação equilibrada e rica em nutrientes também é um fator determinante para a saúde do seu bichano.

Em casos mais graves e dependendo das causas que estejam por trás de uma febre, o felino pode apresentar sinais como diarreia, vômitos, tosse, espirros ou tremedeira.

Por isso, ao notar qualquer um desses sintomas, leve-o imediatamente ao veterinário.

Agora que você já sabe como saber se o gato está com febre, confira mais dicas sobre dos bichanos em nosso blog.

Você pode gostar de saber Afinal, você sabe o que é FIV em gatos? e também 3 Dicas de como dar remédio para gatos .

Ah, e não esqueça de compartilhar estas dicas com outras pessoas, OK?

Obrigada por chegar até aqui conosco! Grande abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima